Erval 104,9 FM

Balneário Camboriú tem aumento de 89% no casos ativos de Covid-19, após festas e praias lotadas

Santa Catarina quarta-feira, 13 de janeiro de 2021




Balneário Camboriú tem aumento de 89% no casos ativos de Covid-19, após festas e praias lotadas

Santa Catarina teve aumento de 24% nos casos ativos de Covid-19 dias depois de eventos no fim de ano. Especialista relaciona registros de aglomerações com aumento de casos. Balneário Camboriú em 2 de janeiro de 2021
Luis Souza/ NSC TV
Balneário Camboriú teve aumento de 89% no casos ativos de coronavírus dias após registro de festas e praias lotadas. Segundo os números divulgados pelo governo estadual, em 5 de janeiro, a cidade tinha 216 casos ativos. Sete dias depois, são 410 pacientes em tratamento.
No entanto, a Prefeitura reconhece que houve aumento, mas diz que seria de 30% na última semana, a partir dos números dos boletins municipais: em 6 de janeiro a prefeitura contabilizava 1.019 casos ativos e nesta quarta (13), 1.325.
"A Divisão de Vigilância Epidemiológica comunica o Estado sobre os novos casos e está buscando informações sobre essa desconformidade nos dados", informou em nota a prefeitura, que disse ainda que o aumento pode também ter relação com resultados represados.
A Secretaria de Estado da Saúde informou ao G1 que a região da Foz do Rio Itajaí, onde fica a cidade, teve aumento de 60% nos casos nos últimos sete dias e que casos represados não impactam em número de pacientes que continuam com a doença.
Em todo estado, o aumento foi de 24% no número de casos ativos de Covid-19 nos últimos sete dias. Em 5 de janeiro, 15.992 pessoas estavam em tratamento contra a doença no estado. No boletim divulgado pelo governo na noite de terça-feira (12), o número de casos ativos chegou a 19.932.
O crescimento é puxado, principalmente, pelas cidades do litoral catarinense que registraram a chegada de turistas, festas e praias lotadas no fim de ano, entre elas Balneário Camboriú e a Capital catarinense.
Florianópolis e Balneário Camboriú registram alta nos casos ativos de Covid
Segundo a Prefeitura de Balneário Camboriú, para controlar a situação da pandemia na cidade as orientações, como do uso obrigatório de máscara, continuam sendo reforçadas aos moradores e turistas. As ações fiscalizatórias, que resultaram em interdições nos últimos fins de semana, também seguem sendo feitas e novos fiscais estão sendo contratados.
Em Florianópolis, o aumento de doentes em tratamento cresceu mais do que o dado estadual. Em relação ao último boletim, a cidade tem 48% casos a mais do que a semana anterior. A capital é segunda colocada no número de casos ativos, atrás de Joinville, no Norte, com a maior população do estado.
Aglomeração é registrada em Balneário Camboriú apesar do reforço na fiscalização; FOTOS
Aglomerações, ruas lotadas e descumprimento de distanciamento social são flagrados no Litoral de SC
Especialista ouvido pela NSC relaciona o crescimento dos doentes com a circulação e aglomeração de pessoas durante as festas de fim de ano no território catarinense (leia a explicação abaixo).
Festas puxam aumento de casos, diz especialista
Após período de festas, casos ativos aumentam em cidades litorâneas de SC
Em entrevista à NSC, o doutor em Epidemiologia e reitor da Universidade Federal de Pelotas, Pedro Curi Hallal, afirmou que existe relação direta entre eventos, como as celebrações de fim de ano e festas clandestinas, e o aumento de casos ativos. Conforme o especialista, a rede hospitalar também sentira efeitos.
"A primeira coisa que acontece quando a gente passa do ponto, ou seja, quando acontecem aglomerações que não deveriam, de cinco a sete dias depois começam a aumentar os casos. Porque muita gente se contamina naquele dia e muita gente contamina outras. Depois na segunda semana, começa a 'bombar' hospitalização", afirmou o especialista.
Balneário Camboriú e Florianópolis ficam em duas das dez regiões em situação gravíssima por causa do coronavírus em Santa Catarina. Na região de saúde da Foz do Rio Itajaí, onde fica o município, a ocupação geral nos leitos dos hospitais públicos está em 91,23%, segundo o governo do estado.
Já na Grande Florianópolis a ocupação está em 75,54%. Na rede particular os reflexos também começam a ser percebidos com aumento do número de internados por causa da doença.
Na manhã desta quarta-feira (13), dos nove hospitais públicos da região Norte, há leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) para o tratamento da Covid-19 no Hospital Municipal São José, em Joinville.
Oito dos nove hospitais de Joinville estão com a taxa de ocupação em 100%
O número de mortes por Covid-19 atingiu a marca de 5.707 na terça. Já são 526.024 casos confirmados da doença em território catarinense. A taxa de ocupação de leitos UTI da rede pública no estado é de 80,31%.
Os dados do coronavírus em Santa Catarina contabilizam os casos por cidade de domicílio do paciente. Por isso, os números crescentes no Litoral são dos que nessas cidades e se contaminaram. Oito das 295 cidades catarinenses não têm casos ativos no momento.
Santa Catarina
15.992 casos ativos em 5 de janeiro;
19.932 casos ativos em 12 de janeiro;
Aumento de 24,6% em sete dias.
Veja o aumento em algumas cidades de SC
Joinville, Norte
1.779 casos ativos em 5 de janeiro;
2.290 casos ativos em 12 de janeiro;
Aumento de 28,7% em sete dias.
Blumenau, Valei do Itajaí
1.038 casos ativos em 5 de janeiro;
1.101 casos ativos em 12 de janeiro;
Aumento de 6% em sete dias.
Florianópolis, Grande Florianópolis (Litoral)
1.334 casos ativos em 5 de janeiro;
1.975 casos ativos em 12 de janeiro;
Aumento de 48% em sete dias.
Balneário Camboriú, Litoral Norte
216 casos ativos em 5 de janeiro;
410 casos ativos em 12 de janeiro;
Aumento de 89% em sete dias.
Palhoça, Grande Florianópolis (Litoral)
353 casos ativos em 5 de janeiro;
457 casos ativos em 12 de janeiro;
Aumento de 29% em sete dias.
Garopaba, Grande Florianópolis (Litoral)
62 casos ativos em 5 de janeiro;
81 casos ativos em 12 de janeiro;
Aumento de 30% em sete dias.
Tubarão, Litoral Sul
319 casos ativos em 5 de janeiro;
272 casos ativos em 12 de janeiro;
Diminuição de 14% em sete dias.
Chapecó, Oeste
351 casos ativos em 5 de janeiro;
375 casos ativos em 12 de janeiro;
Aumento de 6,8% em sete dias.
Lages, Serra
770 casos ativos em 5 de janeiro;
606 casos ativos em 12 de janeiro;
Diminuição de 21,2% em sete dias.
Initial plugin text
VÍDEOS: Veja os destaques do G1 SC no BDSC
Veja mais notícias do estado no G1 SC


Principais do Dia