Matriz de Risco: SC volta a ter todas as regiões em risco gravíssimo para a Covid-19

Santa Catarina sábado, 17 de abril de 2021 15h53min
Matriz de Risco: SC volta a ter todas as regiões em risco gravíssimo para a Covid-19

Situação piorou em relação à semana passada, quando havia 12 áreas no maior nível de atenção para a pandemia. Na atualização, são 16 regiões em alerta máximo. SC tem menor número de pessoas à espera de leito UTI Covid em 45 dias
Santa Catarina voltou a ter todas as 16 regiões em risco gravíssimo para a Covid-19, segundo a matriz divulgada pelo governo do estado na manhã deste sábado (17). A situação piorou em relação à semana passada, quando havia 12 áreas no maior nível de atenção para a pandemia.
No último boletim, divulgado em 10 de abril, as regiões Carbonífera, Extremo Sul Catarinense, Foz do Rio Itajaí e Grande Florianópolis estavam classificadas para o nível grave. Na atualização, todas elas regrediram.
Matriz de Risco em 17 de abril de 2021
Secretaria de Estado da Saúde/Divulgação
Para tentar frear o avanço da doença, está em vigência no estado decreto prorrogando pela segunda vez com as medidas restritivas. As regras, que incluem proibição de permanecer em praias e praças, valem até a madrugada de 26 e abril.
O uso de máscara também é obrigatório, com multas de R$ 500 para quem descumprir o uso em espaços fechados. Em caso de reincidência, esse valor é dobrado, ficando em R$ 1 mil.
Entenda as dimensões do mapa
Segundo Centro de Operações de Emergência em Saúde (Coes), houve mudanças nas notas das regiões referente às quatro dimensões que atualizam a situação do coronavírus. O resultado dos pontos faz com que as regiões mudem de cor no mapa.
Veja o significado das dimensões:
Evento sentinela: As regiões ainda registram alta ocorrência de óbitos, mas o Rt tem diminuído e aponta para uma tendência de baixa nesta onda.
Transmissibilidade: Todas as regiões do estado estão classificadas com risco Grave para o
aumento de casos de COVID-19. Nenhuma em risco Gravíssimo.
Monitoramento: Todas as regiões do estado estão classificadas com risco Grave para o
aumento de casos de COVID-19. Nenhuma em risco Gravíssimo.
Ocupação de leitos: Todas as regiões estão classificadas em nível Gravíssimo, ou seja, encontram-se em alerta máximo para a ocupação de leitos de UTI reservado Covid-19.
Covid-19 em Santa Catarina
Com 129 pacientes na lista, Santa Catarina registrou na sexta-feira (16) o menor número de pessoas à espera de um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid em 45 dias. De acordo com o boletim do governo do estado, as filas do Oeste e da Grande Florianópolis estão zeradas.
Porém, em novo ofício a Secretaria de Estado da Saúde informou que 17 pessoas morreram enquanto aguardavam uma vaga de leito UTI Covid adulto em Santa Catarina entre 1º e 15 de abril. Levando em conta todo o ano de 2021, foram 322 óbitos de pacientes nesta situação desde janeiro.
Em relação ao número de casos, o estado teve 852.350 pessoas infectadas com o novo coronavírus desde março de 2020. Desse total, 12.480 morreram.
VÍDEOS: Veja as reportagens mais assistidas da NSC TV no G1
Veja mais notícias do estado no G1 SC