Travesti é presa em Florianópolis por suspeita de extorquir vítimas após programas no RJ

Santa Catarina quinta-feira, 29 de abril de 2021 12h22min
Travesti é presa em Florianópolis por suspeita de extorquir vítimas após programas no RJ

Prisão foi realizada depois da troca de informações com a 42ª Delegacia Policial de Recreio dos Bandeirantes e a Diretoria de Inteligência da polícia catarinense. A Polícia Civil de Florianópolis prendeu na quarta-feira (29) uma travesti com mandado em aberto e investigada no Rio de Janeiro por aplicar golpes, associação criminosa e extorquir clientes após prostituição. A prisão ocorreu durante a tarde em uma casa no bairro Capoeiras, na região continental. A identidade dela não foi divulgada.
A prisão foi realizada depois da troca de informações com a 42ª Delegacia Policial de Recreio dos Bandeirantes e a Diretoria de Inteligência da polícia catarinense. Segundo a polícia, ela foi levada à penitenciária da Capital e será transferida para o estado fluminense nos próximos dias.
Além de extorsão, ela irá responder por associação criminosa e rufianismo, que é "tirar proveito da prostituição alheia, participando diretamente de seus lucros ou fazendo-se sustentar, no todo ou em parte, por quem a exerça", conforme o artigo 230 do Código Penal.
Segundo o delegado Paulo Hakim, a suspeita foi encontrada em uma casa com outras pessoas que são suspeitas de fazerem programas na cidade. No entanto, não há informações que de crimes de extorsão tenham sido ocorrido também em Santa Catarina. Além dela, ninguém foi preso.
"Os crimes foram mais ou menos nesse sentido de extorsão com as vítimas. Fazia programas, tirava fotos e pedia dinheiro para não espalhar", disse.
VÍDEOS: Veja as reportagens mais assistidas da NSC TV no G1
Veja mais notícias do estado no G1 SC